Serviços

485226_354222464691378_539973716_nAuditoria em Imposto de Renda 

E o Imposto de Renda Retido na Fonte da sua folha de pagamento como anda? Os valores enviados na informação da DIRF e os valores informados na sua folha de pagamento são os mesmos?

Sabemos que cada vez mais a receita Federal está de olho nos valores tributados quanto ao Imposto de Renda do trabalhador Assalariado.

Medidas profiláticas quando a retenção do Imposto de Renda dos trabalhadores da Folha de Pagamento pode além de evitar multas, diminuir os altos custos gerados pela retenção desse imposto, através da correta correlação entre as exigências tributáveis emitidas através de instruções normativas e a real aplicação de incidências sobre as remunerações devidas.Agende uma avaliação da sua Folha de Pagamento.

A Asseconsult possui a metodologia e a experiência necessária para aplicação desse trabalho.

Auditoria Preventiva em Recursos Humanos

O trabalho consiste em avaliar periodicamente a rotina do departamento de pessoal visando sempre a adequação quanto as leis e procedimentos existentes e exigidos pelos órgãos de fiscalização.

Acompanhar a velocidade e as exigências advindas das leis, instruções normativas, novos procedimentos, constituem um autêntico desafio que requer grande empenho profissional.

Devido as constantes mudanças que ocorrem nas legislações, muitas organizações não conseguem acompanhar rotineiramente tais processos e deixam de atender várias novas exigências, sejam elas tributárias, trabalhistas, previdenciárias, tecnológicas, entre outras, ocasionando posteriormente problemas junto aos órgãos de fiscalização.

Neste cenário, a auditoria especializada exerce um papel de fundamental. Os seus resultados, fornecem preciosas recomendações corretivas e preventivas para a organização do departamento evitando possíveis multas, reclamações e outros dissabores, o que proporciona também a liberação dos gestores para a condução e gerenciamento de outros negócios.

Um trabalho de eficiência e qualidade no processo de auditoria, não pode se esgotar com a realização e apresentação de relatório de erros, este deve incluir em sua mais importante ferramenta, o plano de trabalho, que contempla, sobre cada item em desvio, em não conformidade legal ou que se apresentem vulneráveis a fraudes, manipulações e distorções, devendo ainda direcionar procedimentos corretivos e preventivos adotando um acompanhamento das ações a serem implementadas.

Por isso, existem vários caminhos ou mecanismo a serem adotados, fazendo com que cada empresa tenha um modelo de auditoria adequado às suas particularidades.

Apontar problemas ou desvios em uma organização é relativamente simples, no entanto, direcionar os passos a serem dados é o grande diferencial de uma auditoria interna eficaz em recursos humanos.

Faça uma consulta quanto aos nossos serviços. A Asseconsult Auditoria e Serviços encontra-se a sua disposição para eventuais esclarecimentos.

Redução Previdenciária

229979_288227064624252_110508048_nA Previdência patronal que hoje que é recolhida das organizações em geral, obedece basicamente três tipos de taxas, sendo o FPAS que hoje é fixada em 20%, RAT que financia custo de riscos ambientais do trabalho, podendo ser 1%, 2% ou 3% e o FAP que regula e flexibiliza o custo dos riscos ambientais do trabalho variando entre 0,5 e 2 índices.O Fator Acidentário de Prevenção (FAP) flexibiliza a Taxa de Acidente de Trabalho (RAT) de forma a diminuir pela metade ou dobra a contribuição, este é obtido através da multiplicação de ambos, resultando em um novo índice chamado de RAT Ajustado.

RAT Ajustado = RAT x FAP

Desta forma para uma folha de pagamento onde a taxa FPAS fixada é de 20%, deve se somar o RAT ajustado para obtenção de uma nova alíquota de contribuição patronal.

Contribuição Patronal = FPAS + RAT Ajustado

Para uma organização onde as alíquotas RAT de 2% e FAP de 1,32 foram assim determinadas, a contribuição patronal é de 22,64%, veja:

Contribuição Patronal = FPAS + RAT Ajustado (RAT x FAP)

Contribuição Patronal = 20% + RAT Ajustado (2% x 1,32)

Contribuição Patronal = 20% + RAT Ajustado (2,64%)

Contribuição Patronal = 20% + 2,64%

Contribuição Patronal = 22,64%

Para as condições mencionadas acima, para uma folha de pagamento onde a quantidade de trabalhadores é de 309 trabalhadores, sendo que 292 estão na condição normal de trabalho, 9 encontra-se afastados por auxílio doença, 6 afastados sem remuneração e 2 por afastamento do tipo maternidade, o valor de contribuição recolhido para a previdência é de R$ 136.267,41, ou seja, este valor foi determinado pela contribuição de 22,64%.

Essa contribuição ainda pode ser reduzida para até 20,5%, resultando em um recolhimento de apenas R$ 126.421,96 por mês, obtendo uma economia de R$ 9.845,45 ao mês, sendo que em um ano de pode levar a uma economia de R$ 127.990,85 (13 meses, sendo 12 meses e 13º salário).

A Asseconsult possui o estudo, metodologia e o trabalho, visando diminuição de custos através desta e outros procedimentos auditorias.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>